sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Portugal: Paí­s Solidário

Se há assunto em que existe consenso nacional é o facto de Portugal ser um país solidário.
O nosso paí­s através do seu povo, não ficou indiferente a grandes causas e prontificou-se sempre a ajudar. No topo da lista temos a ajuda a Timor Leste ou Lorosae (como preferirem), a ajuda às ví­timas do Tsunami no leste asiá¡tico e a operação coração do nosso Benfica. Todas elas importantes, qual delas a mais nobre..

Mas a nossa solidariedade é como a crença de que o Benfica será outra vez campeão, nunca se esgota.. E nada melhor do que analisarmos as eleições legislativas para vermos isso mesmo. O que se verificou no passado domingo, não é mais do que um belí­ssimo acto de solidariedade, compreensão pelos mais desfavorecidos, ou seja, o voto no partido comunista, liderado pelo bem-amado do povo português, Jerónimo de Sousa.
Eu até simpatizo com o homem, (quem não simpatiza??) mas não será demais entregar-lhe o voto apenas por isso? Porque não entregarmos-lhe antes uma mebocaí­na, um agasalho, pronto, comprarmos um álbum de Sérgio Godinho? O povo português tinha mesmo que entregar o voto a Jerónimo de Sousa por este estar com falta de voz?
E depois vêm dizer que o PSD fez uma campanha suja.. Já não bastava ao PC a falta de ideias como argumento de peso para lhes entregarmos o voto (argumento sabiamente utilizado por Sócrates e que me fez prever a sua eleição, como atempadamente anunciei neste blog), tinham ainda que atacar com um líder que não se consegue expressar devido à voz que os grandes grupos económicos lhe roubaram!!
Pior!!
Para os que ainda estavam indecisos, a jogada de mestre.. leva o neto ao colo no exacto momento em que está a votar. Aí­ a seca em que o paí­s está "mergulhado" acabou.. não pela chuva que caiu, mas pelas lágrimas que escorreram pela cara de todos os que tiveram o infortúnio de presenciar.
Só faltou mesmo o cordão humano com toda a gente a usar a sua camisa vermelha de flanela aos quadrados para o acto ser mais solene.
E assim se criou o voto solidário..

Viva o Portugal dos coitadinhos!!

segunda-feira, fevereiro 21, 2005

Por onde começar num fresh created/open/made blog?

Eu, antes de mais, queria apresentar-me: My name is CáMuolas.Obviamente não foi este o meu nome de nascença, mas como o nosso cigano não achou por bem usarmos os nossos nomes berdadeiros, enfim, foi o que se CÁ arranjou! Ah! Belo trocadinho! Venham as putas e mais binho prá mesa 7.

Ora, CáMuolas, porquê? Sinceramente, não faço puto ideia. Primeiro é um nome trés jolie (É melhor habituarem-se aos estrangeirismos, porque vou usar e abusar deles; antes disso, que de criancinhas! :); além disso fica sempre bem num blog...) (de qualquer modo, para os distinguirem da língua mãe utilizada no blog, estarão sempre em itálico, de maneira a serem facilmente detectáveis. Para quê? Não faço a mí­nima, mas parece-me bem e acima de tudo demonstra uma bela dose de cultura, know how - lá está! - e, claramente, os estrangeirismos mostram-vos a capacidade de intervenção (Avante camarada, avante!) deste interveniente do blog - lá estão eles outra vez, usados sempre com propriedade!-). Tem uma bela de uma sonoridade, dá inclusive para trautear e/ou cantarolar (esta última expressão destina-se exclusivamente aos leitores gay do blog!), fica na ponta da lí­ngua e acima de tudo, quase que come gajas sozinho... (só para machões!).

Penso que nesta primeira intervenção não irei falar em nada de especial, apenas pequenos apontamentos - Devaneios Cerebrais - do que vai(ão) na(s) minha(s) cabeça(s). Apontamentos sobre futebol, polí­tica e gajas ficarão para outras intervenções. Por falar nisso, FCP rocks, Portas sucks, Gisele Bündchen cocks! Enfim, é disto que terão de aturar! Para bem da vossa saúde mental e, quiçá, da minha também (embora altas individualidades do ramo da Saúde, e não me obriguem a citar nomes, me tenham dito que o meu problema é mais gases). É bom que o blog não esteja cá para durar!

Começando então por algum lado, aqui vai: O portanto as, como é que um blog fresh made conseguirá ter muitas visitas?

1- Será apenas pela qualidade ou não dos textos? (porque se assim for, este começa logo mal!); 2- Pelos bloguistas serem todos bonitos e bués? (afirmo isto sem querer rebaixar o ego do cigano); 3- Boca a boca ou através do uso da cópula desenfreada dos bloguistas com diversas parceiras, para no final de fazer o amor, disseminar essa informação, como quem não quer a coisa? Hum? (confesso que esta última opção será um pouco surrealista, excepto, claro está, para o cigano!); 4- spam para 10 milhões de e-mails? [mesmo que apenas 21% da população saiba utilizar a net! Como cabe a net toda num só CPU? :) ].

Cua breca!, prefiro ser pessimista e pensar que vamos ter uma ou duas visitas por dia! (porventura, nem nós lá iremos frequentemente!). Isto é como no sexo em grupo, o que interessa é participar... Se, pelo contrário, tivermos bué de sucesso, fixe para nós, altamente e investimos todo o carcanhol arrecadado no stock market! Os meus votos de uma boa semana e, puxa, vá lá, sejam loucos, ultrapassem-se, quebrem todas as barreiras! Olhem o nosso caso, só um grupo de gajos bué da malucos teria a ideia brilhante, original e peregrina de abrir um blog 2 anos depois do boom!


quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Será que o que é doce nunca amargou? Pelo sim pelo não..

Sócrates vem amanhã a Santo Tirso. Como é da praxe vai comer um bolinho a uma das mais conceituadas pastelarias do paí­s, a Moura. Para evitar que tão importante momento da campanha eleitoral fique manchado com comentários jocosos e boatos mentirosos peço ao Eng. José Sócrates que evite os Éclaires. Ao resto da comitiva socialista tirando os pivetes, sejam servidos!

1ª (e única) reacção ao debate a 5?? na RTP

Os comunistas são pobrezinhos até na voz..

sábado, fevereiro 12, 2005

Cólica intestinal, l`aventure commence..

1º Acto

Após um fim-de-semana igual a tantos outros, de pura diversão e galhofa em jantares amigos eis que a sempre prazível 2ª-feira preparara uma desagradável surpresa. Após um breve sentimento de enjoo e uma queda de tensão já em pleno quarto de banho, vi que algo se passava. E desta vez não era o papel higiénico que faltava.. minha mãe gritou "Ai Jesus, o que será?!" ao que meu pai retorquiu "Não desesperais, jamais!"

2º Acto

Pela hora de almoço (nós os ricos almoçamos sempre depois da 1h) decidi visitar o médico de família no Centro de Saúde de Santo Tirso acompanhado de meu pai que, por sua vez, tinha a já comum dor na coluna. Após uns bons 40min a olhar pró tecto na sala de espera lá entramos no consultório, sim, porque isto das consultas é como os champôs, 2 em 1 fica sempre mais em conta. No entanto antes de sermos atendidos, assistimos a uma bela conversa telefónica entre o sempre galhofeiro dótôr e o seu jovem colega do gabinete ao lado, sobre a delegada de propaganda médica que esperava uma oportunidade para oferecer um qualquer seminário no nordeste brasileiro.

- Á sim, e está com quem? (dótôr)
- ...
- E quê, é comestível? Até está na hora do almoço e tudo, he he he!!
- ...
- Então já a mando entrar, até já!

Passado este belo momento, lá perguntou ao meu pai o que se passava. Feito o relato, sai-se com umas das belas tiradas ouvidas na minha vida "O problema é que nós somos bípedes! A origem do problema está aí, somos bípedes!" enquanto deixava cair repetidamente a caneta em posição vertical em cima da mesa.e continuou "..tem que fazer exercício, isso ajuda muito..". MÉDICOS: seres à parte, de uma inteligência raríssima! Por estas e por outras é que os bruxos/videntes/M.S.Tavares ganham protagonismo a cada dia que passa, mas continuando. Depois de "resolvido" o problema do meu pai lá me despachou em 2 minutos porque aquilo era normal, deve ter sido uma maionese estragada, se continuasse a ter queixas que passasse lá depois.

3º Acto

Passados 2 dias de diarreias contínuas, suores frios e má disposição atroz eis que a primeira correria para o quarto de banho de 5ª feira me revelava mais uma bela surpresa, sangue nas fezes! Queres ver que o meu queridíssimo e profissionalíssimo dótôr tinha aligeirado o diagnóstico? Não, não havia era copos de plástico.. porque assim que entrei no consultório ao início da tarde e após uma breve apalpação abdominal, me pediu para fazer uma análise à urina.

4º Acto

Acto contínuo, chama uma auxiliar e diz-lhe que eu precisava de fazer uma análise à urina, que a acompanhasse e levasse os resultados no fim. Desloco-me com a auxiliar ao gabinete do lado onde esta, educadamente, me pede para ir até à casa de banho urinar pró copinho e lho levasse lá depois. Ladies & Gentleman´s, puta que pariu oube lá, é pró bujão mai nada! Não é que o copo que a simpática Sra. me dá é um comum e minúsculo copo de máquina de café?!? Já mais agoniado que Santana a ler o vaticínio cavaquista para as legislativas, lá fui eu à casa de banho do outro lado da sala de espera. Depois de esperar 10 min à porta, diz-me a auxiliar de limpeza: "Tá ocupada e a seguir vou limpá-la, vá lá cima junto ao segurança!?". Como não tinha arma no bolso lá acatei a ordem da meritíssima Sra. e fui até ao piso superior/hall de entrada. Depois de pedir educadamente ao segurança para usar as suas instalações sanitárias lá fiz o meu xixi pró copinho, como carinhosamente o tinha classificado a Auxiliar de Acção Médica. Cumprida a tarefa, começava a mais difícil viagem da minha vida. De copinho de plástico branco, pequeno, fininho e cheio de quente xixi na mão, lá fui eu desde o hall de entrada até ao gabinete das análises com umas escadas e uma sala de espera cheiinha de gente de permeio. Após o cientificamente arrojado teste de pH e tomadas as devidas notas voltei ao gabinete do dótôr. Este vê o papelinho, diz que aquilo é normal, "..como sangrar do nariz..", receita 2 ou 3 medicamentos e diz-me para fazer umas análises caso os sintomas persistissem. Ora meus amigos, cada um sabe da sua vida, mas isso de equiparar sangue a sair pelo nariz e pelo cu tem que se lhe diga...mas como não gosto de lançar boatos, fiquemo-nos pelos factos, quem disser que o SNS não é democrático mente, a falta de profissionalismo vai desde a auxiliar de limpeza ao dótôr.

Adivinha

Qual é coisa, qual é ela
Que ainda à uns anos atràs era ministro
E que agora vai ser o próximo primeiro-ministro?
É o Eng. José Sócrates!!!

Será esta bela adivinha, apenas um exercío de recordação de uma das mais belas formas de entretenimento da infância de todos nós, que nossos pais e familiares sempre utilizaram para exercitar a nossa inteligência e sagacidade, ou estarei aqui com uma piadinha de mau gosto a considerar que, o caro Eng. José Sócrates é uma coisa (o que seria de extremo mau gosto e que não se coaduna com o espí­rito deste modesto blog em fase de criação e afirmação), ou haverá da minha parte qualquer pretensão de jogar com a sexualidade do nosso futuro primeiro-ministro, relacionando-o com o género feminino (ela)?

Mas aí eu pergunto? Que outra forma teria de avançar com esta adivinha? Não foi sempre desta forma que todas as adivinhas surgiram? Devo eu renegar a sabedoria de gerações? Devo eu sentir-me melindrado com os infames boatos que pairam no ar? Devo alterar a minha criação pensando na deturpação que as mentes sujas farão? Serei por isto, considerado o novo Leonardo da Vinci, incorporando nas minhas "obras" de forma subtil, observações e crenças minhas, que ao olho dos mais desatentos passarão despercebidas?

Seja de que forma for, nada como apreciar esta "obra de arte" de forma desinteressada.. e preconceituosa. FP25

sexta-feira, fevereiro 11, 2005

AXistomuitoestranho

AXistomuitoestranho

Aqui del Rei, Aqui del Rei!

Estou amargurado com este país, profundamente amargurado!!.. e com os Açores também!
Parece que chegamos ao fim de um ciclo. 30 Anos após a Revolução de Abril, da terra a quem a cultiva e afins, o sistema democrático faliu. Não sei porque carga de água se entendeu entregar o poder ao povo e, pela afluência demonstrada ás urnas, parece-me que nem o próprio povo sabe..
Vejamos, a classe política, elegida pelo povo, mostra a astúcia, a iniciativa e o carisma de uma lesma ou se preferirem, do Beto. E estes são somente quem nos governa..indo por partes: Agricultura. A terra a quem a cultiva culminou com um Alentejo abandonado e o norte mais segregado que o saudoso porto de Fernandez. O Serviço Nacional de Saúde tem como ex-líbris a bela da Urgência Hospitalar, local por excelência de festim para o povo onde ditam leis as vastamente conhecidas "apanha-me esta zona toda" e tosse+suposta febre. Se juntarmos a balbúrdia na sala de espera, a oportunidade de falar com um dótôr e uma dose de drogas suficiente para durarem até à consulta seguinte, temos composto o ramalhete. Estou convencido que a maioria das pessoas se despede do médico de serviço com um "até à semana!". Quanto à Educação, de um Salazar em cada esquina passamos a uma escola em cada esquina que, por sua vez, tem uma professora em cada esquina. Elas era que nem cogumelos, não havia população que não quisesse umas quantas. Por um lado, até os compreendo, com as moçoilas da terra a emigrarem para os 4 cantos do mundo, porque não enriquecer o património da aldeia com umas quantas jovens viçosas e ar angelical? Aposto que até o Sr. Abade as abençoou!!..repetidamente umas atrás das outras.
A Justiça por sua vez, viu-se tomada pelo povo. A malta mata vizinhos à cajadada por 0,003672m de terreno; trai a mulher/marido por qualquer vaca leiteira/ leiteiro; da Europa dos 25!! é quem paga mais tarde aos fornecedores; não paga a simples assinatura do telemóvel ; em vez de conduzir como o Pedro Mato Chaves (calma e ponderadamente) conduz como Fitipaldis. No fim, por maior que seja a caralhada cometida, pede recurso. Para finalizar, Benfica. Clube do povo por excelência, com eleições sistemáticas, filas de voto a perder de vista, assembleias-gerais mais que populares, popularuchas!..e jogadores de classe média muito, mas mesmo muito baixa, desde então pouco ou nada ganha.
Não nos enganemos, o que nos falta é um Rei! Veja-se onde mora o sucesso:

Tio Belmiro - rei dos empresários, só não vende o país por dificuldades de logística.

Alberto João - rei da Madeira, tornou um mísero pedaço de terra, mais que um jardim, uma República das Bananas.

Futuro marido da D. Carolina Salgado - mais que um Rei é o Papa, deve ser porque de alguns anos para cá papa tudo... ou então pode não ser, não sei.

Vítor Baía - Rei dos frangos, é no momento o jogador em actividade com o palmarés mais rico do mundo. A César o que é de César...

Mafalda Veiga - Rainha do esticar da corda. Nunca um único tema deu tantos anos de carreira.

Como é óbvio, não quero com isto insinuar que para nosso representante supremo elejamos o perturbante D. Duarte Pio, nem mesmo o outro Sr., o dos fados, que jura a pés juntos que é mais Rei que o outro, baseado no que uma Sra. que trabalhava a dias no castelo de S. Jorge deixou escrito numa das portas da casa de banho mesmo antes de morrer. Proponho sim, um exemplo, alguém que nos represente verdadeiramente, alguém que sem ser particularmente bonito, inteligente, carismático, regido por princípios impolutos e, sobretudo, sem saber como, consiga ser bem sucedido e comer gajas de fazer parar o trânsito. Pedro Miguel Ramos, Rei dos portugueses, de Portugal!