segunda-feira, maio 30, 2005

Bibó Benfica, carago!


Imagem tirada com câmara oculta... Posted by Hello

O Axistomuitoestranho, mais uma vez e em prol da liberdade de informação e expressão, desencantou, através das suas fontes anónimas, impolutas e fidedignas, fotografias de alguns jogadores do plantel no estágio em Óbidos.
Assim se compreende a pálida exibição do Glorioso contra o Setúbal.

A pergunta que eu faço é a seguinte: eles "aparentam" estar mancos e pernetas porque o championat foi desgastante ou já o eram? Fico à espera dos vossos comentários. Obrigado.

SLB4ever! Glorioso SLB!

sexta-feira, maio 27, 2005

A minha vida dava um filme...


You bastards... Posted by Hello

Ia eu a caminho do trabalho, quando pouco antes de umas gasolineiras, avistei, do meu lado esquerdo dois chuis muito semelhantes aos da imagem, dentro de um carro e encostados à berma. Olhei para eles, estilo "Que é queres ó bófia? Tás a olhar é? Vai mas é trabalhar, ó moina!" e, no instante em que olho de novo para a estrada, mando grande cacetada no veículo que circulava à minha frente... Foda-se! Pelo menos que batesse por estar a olhar para uma garina do outro lado da estrada ou a deliciar-me com um qualquer show lesbiano à face da via. Isso sim, são causas nobres... agora por estar a fazer cara de mauzão para 2 polícias... Da-se.

Claro que a história não ficava por aí, ou não fosse eu o Felizberto Desgraçado. Imediatamente após a ocorrência (estou a tentar usar algum do vernáculo policial para vos colocar quase, quase no local do sinistro...) a viatura que circulava à minha frente encosta à direita e eu, ainda endoidecido, encosto também. Ao encostar, raspo o carro todo numa aresta do muro de uma garagem. Não me perguntem como isto aconteceu, mas as marcas da minha viatura provam a 2ª ocorrência. Já não bastava bater no carro da frente e estoirar o pára-choques dianteiro por me ter distraído com a polícia, mas ainda tive que raspar a merda do lado direito do carro num muro...

P.S.: Os polícias, que viram o acidente, nem sequer se dignaram a ir ter connosco para perguntar se estava tudo bem... É que, como estava a chover, podiam estragar a permanente. Palhaços.

Os meus parabéns para esse guru das postadelas, O Desejado.


Enjoy bery wells iór birçedei! Posted by Hello

Habemus fotos!


E com direito a rodapé!Posted by Hello


Pois é meus amigos, o tempo passa e o nosso blog, que é vosso, evolui... O que para alguns de vós é básico, para nós, que já não somos jovens, esta foto significou 3 meses de labuta constante no sentido de providenciar mais cor e alegria ao Axistomuitoestranho. Urra!

Agora é que vão ser elas, agora é que elas vão doer! Vai ser pim-pim-pim-pim!

P.S.: É favor voltar a ler o último post d´O Desejado para uma melhor compreensão do "alcance" da foto.

quarta-feira, maio 25, 2005

MOMENTO INTERACTIVO 4:

Por um Dr. Bayard e um belo de um Chiquilim complete a seguinte frase:

A Penelope Cruz ficou presa no elevador e foi "salva" pelo _______:

A - (História verdadeira): Benicio Del Toro; pelos vistos ela terá ficada presa no elevador com a mãe e foi salva pelo Ben.

B - Mãe; mas alguém acredita que o Ben ia andar por lá, ouviu duas moças a gritarem, salvou-as e por acaso uma delas era a Penelope? Pois. Eles estavam era no pim-pim-pim no elevador do apartamento onde ela e sua imaculada mãe vivem, com a oscilação o ascensor parou violentamente e a mãe, ao ouvir tamanho estrondo, foi salvá-los...

C- Um qualquer trauseunte; A Penelope, mãe e o Ben estavam num belo menáge à trois e o elevador, não aguentando a pressão, claudicou. Um tuga ia a passar e desencravou-os...

D - Ben(ny) McCarthy; foi tudo um mal-entendido da imprensa cor de rosa. O Benicio Del Toro nem perto estava... Como são os dois morenos...

terça-feira, maio 24, 2005

Pequena (In)correcção

Pois é, pensaram alguns de vós na sequência do meu último post, aquele espertinho nem o défice sabe direito.

E eu pergunto, o que é a omissão de um simples 8, depois de todos estes anos aqueles artistas terem roubado, ou no mínimo, terem gerido tão mal o país para que chegássemos a um valor tão elevado?

Terei claro que ser considerado um santo, ou como neste país se considera quem não se aproveita sempre para meter algum ao bolso, um lorpa.

Dia Abençoado...

A vida tem destas coisas.. há dias melhores que outros e é isso mesmo que nos dá força quando as coisas nos correm pior.. a esperança de sermos sempre mais felizes.

E hoje é realmente um dia muito feliz!!! Um dia que muitos portugueses ansiavam à longos anos. Foi o culminar duma espera.. e quando assim é sabe sempre muito melhor.

Já muita gente não se lembrava de um dia assim. À precisamente onze anos foi o 6.3 de Alvalade que deixou o país em festa, agora o 6.3 do défice que nos alegra a alma.
Que nos faz lembrar que não somos pequenos em tudo.
Que deixa os outros países a olhar boquiabertos para nós.
Que nos traz para as páginas dos jornais de toda a Europa.
Que mostra que a nossa economia não é pequena em tudo.

Basta! Basta da tacanhice da mente. Temos que saber celebrar quando o momento o exige.

Força Portugal!!

Ah! e o Benfica foi campeão. Quase que me tinha esquecido.

Quase..

sábado, maio 21, 2005

José Peseiro

Se eu já achava que estranho que, uma criatura de nome José, tivesse sucesso na Europa (Mourinho) e que outra, com o mesmo nome, arranjasse tão importante tacho, perdão, cargo político (Durão), nunca conceberia que outros Josés almejassem tamanhos feitos. Pois é, mas o Peseiro achava também que ia ganhar tudo, obter o reconhecimento de todos, que ia ser como limpar o rabinho a um petiz...

Pensa comigo: Achas mesmo que, por também te chamares José, ias ser como os outros? Não! Para isso era necessário trabalhares afincadamente (a comparação é feita somente ao Mourinho, porque, obviamente, ninguém acredita que o Durão teve mérito e que alguma vez mexeu um dedinho que fosse para chegar onde chegou...) e acima de tudo cumprir, escrupulosamente, os 10 mandamentos abaixo mencionados:

1- Não ser bronco;
2- Não agir como um bronco;
3- Não falar como um bronco;
4- Não ter cara de pedreiro num fato do Sr. Armani;
5- Não usar risca ao meio;
6- Realizar um curso de 1000 horas com a Sr. Dona Paula Bobone;
7- Não utilizar o Barbosa mais de 45 minutos;
8- Colar ventosas nas luvas do Ricardo e dar-lhe muita Mebocaína para ver se ele me afina aquela vozinha;
9- Gostar de mulheres;
10- Tirar o curso de treinador.

Remato este post com o seguinte adágio popular:

Tanto quiseste ser primeiro, que foste de vela ó José Broeiro...

sexta-feira, maio 20, 2005

É PRECISO TER OLHO...

Na era da Globalização, com a queda de medidas proteccionistas como a diminuição de taxas alfandegárias, estabilização das taxas de câmbio ou a crescente diminuição de entraves à livre circulação de pessoas e capital, o sucesso de qualquer negócio está cada vez mais no seu valor intrínseco. Assim, quem optar por correctas políticas de mercado e apresentar um produto de qualidade tem maior probabilidade de vencer. Tendo isto em perspectiva, as putas, com o know-how inerente a quem desenvolve a mais antiga das profissões, decidiram pôr mãos (como quem diz...) à obra. Com grande perspicácia, puseram em prática um excelente plano de negócio sustentado numa estratégia de Marketing de excelência. Com três dos quatros P's de Jerome McCarthy estandardizados, Product, Price e Placement e, sabendo melhor que ninguém que os olhos também comem, apostaram no restante elemento diferenciador, Promotion. Como mandam as regras do Marketing, decidiram focalizar um tipo de mensagem/massagem próprio para cada nicho de mercado, respondendo assim com a máxima eficácia ás diferentes expectativas de cada um. Os diários da nossa praça, veículos de promoção por excelência deste verdadeiro serviço público, tornaram-se o espelho dos diferentes tipos de clientela. Por exemplo, O Público, diário de referência dos mais instruídos, tem como massagista tipo:

" A INICIAR, universitária atraente e discreta."

Ao invés, a massagista tipo do Jornal de Notícias, diário de cariz mais popular:

" PELUDINHA
Peito XXL firme, gordinha,
22 anos, safada, completa,
apertadinha e meiga, 69,
o... natural, língua atrevida"

O poder de comunicação das frívolas Sras. é de facto, extraordinário. Uma casta puta consegue marcar editorialmente o jornal O Público de forma superior a Eduardo Prado Coelho pois enquanto esta impõe um estilo (outro ex: "DOCE TENTAÇÃO, estudante, alto nível."), o conceituado colunista partilha as páginas do jornal com gente da laia de Miguel Sousa Tavares. No que diz respeito ao JN tudo se passa de forma mais coerente pois, tal como a generalidade dos seus artigos, também as putas parecem curtas e grossas.

quinta-feira, maio 19, 2005

O Homem Misterioso

Foi encontrado em Inglaterra um homem cuja identidade se desconhece, e ao que parece, o tal homem não parece muito interessado em desvendá-la. Só se sabe que jeito para tocar piano tem.
Soube desta notícia pela TVI que reportou a notícia desta forma:
"Não se sabe quem é, só se sabe que toca.. e toca muito".
Pudera.. tanto tempo sozinho não admira que tenha aproveitado para tocar.. e muito!!

Porquê??

À diva australiana Kylie Minogue foi diagnosticado cancro na mama.
Como o mundo é injusto!!!!!
Com tanta mulher feia e com mamas disformes, tinha logo que apanhar aquela pequenina tão bem feitinha com umas maminhas de como quem chamam por nós..

Fica daqui a minha solidariedade.

terça-feira, maio 17, 2005

MOMENTO INTERACTIVO 3:

Por um Dr. Bayard e um Pokemon roxo, complete a seguinte frase:

O Octávio Machado pode ser candidato à Câmara de Palmela porque:

A - o Valentim também é criminoso, ou não (o Octávio é malvado, mas inconscientemente) e vai-se candidatar na mesma;

B - infelizmente ainda não se criou uma lei que impeça / encarcere / sodomize determinados indivíduos de abrir a boca para tão só e apenas dizer merda;

C - é um Tino ligeiramente mais velho e polido intelectualmente, yet "Neanderthal" à mesma;

D - o Pinto da Costa só pensa na "menina" dos seus olhos e desvalorizou a situação, não intercedendo junto da Opus Gay para um tratamento "à moda antiga e como deve ser" que sirva de lição, de uma vez por todas, ao pseudo-treinador;

E - em Portugal, tal como acontece com qualquer ser humano, os treinadores-lavradores também têm direito a aspirar a um cargo político.

sábado, maio 14, 2005

"Pensamento" do dia...

Se algumas músicas são poesias e algumas poesias originam músicas, porque é que uma pessoa que toca músicas é um músico e uma pessoa que escreve poesia não é um púsico?

Peço desculpa...

O Advogado do Pov(o)inho - O martírio continua

Tenho pensado muito sobre este tema e só consigo ver isto como razão mais ou menos válida para esse senhor agir da forma que, infelizmente, todos vemos. Esta personagem, não é apenas solícita para o bem comum.. o problema é que ele não tem clientes (e eu que pensava que o povo português era burro).. como, de outra forma,o se poderia lembrar de tanta asneirada junta?
Será que vê a quinta dos horrores?
Será que ouviu o bimbo mais bimbo lá do sítio dizer "vocês são uns privilegiados.. bateram no fundo e isso é lindo". Pois é meu caro.. mas no fundo já lá tu estás!! Pelo menos na bancarrota.

José Sá Fernandes, o advogado benemérito português que já abraçou tantas causas públicas - nem o bibi abraçou tantas.. - tendo eu já enumerado algumas num anterior post, resolveu lançar-se noutra aventura. Agora a desculpa para não ficar em casa a ver tv, é o milho trangénico. Então não é que ele agora interpôs uma providência cautelar para impedir o cultivo de milho trangénico em Portugal? Eu até concordo com a ideia que está subjacente, mas será que ele não se ocupa de outra forma que não denigra ainda mais a sua imagem? Será que algum dia irá querer ganhar um caso que seja? Sei lá, que impeça que um jovem apanhado nas malhas do álcool depois de uma noite bem passada seja castigado por não haver transportes públicos à noite numa cidade como o Porto? Pelos menos era útil à sociedade. Se não à sociedade, a alguém que eu conheço seria certamente..

Que alguém nos acuda..

sexta-feira, maio 13, 2005

Santo Tirso é lindo - parte II

O Axistomuitoestranho, fazendo usufruto das suas fontes anónimas, impolutas e fidedignas, e para melhor compreensão e contextualização do leitor, procederá, sem qualquer medo de represálias, à comunicação de alguns dados interessantes do nosso Concelho:

1 - em 70000 habitantes, existem 6000 desempregados;

2 - 73% da população não tem o 9º ano;

3 - 6 % da população tem frequência de Ensino Superior;

4 - No Centro Comercial fuma-se "cena" no WC;

5 - No Centro Comercial dá-se porrada a ucranianos, porque eles metem-se com as "nossas miúdas";

6 - Ao fim de semana, no Centro Comercial, bebe-se café e finos, em mesas colocadas nos corredores, porque já não há espaço no café Kanimambo;

7 - Sim, temos um café na terra que se chama Kanimambo. Também se arranja um Bitocles, ou mesmo um tal de Café 2000 que vende frango tipo leitão;

8 - O Raúl, o Hierro, o Roberto Carlos e outro já cá jogaram matrecos, para não variar, num sumptuoso corredor do Centro Comercial;

9 - Quando veio à nossa terriola o Sótôr Valentim Loureiro, a pastelaria Moura não lhe vendeu nem um Jesuíta. Pudera, aqui não se vende fiado...


Posto isto, não é difícil de perceber a razão de um Centro Comercial funcionar 20 anos sem licença camarária e bombarária e, e, e... mais casos ficarão para outros posts.

quinta-feira, maio 12, 2005

MOMENTO INTERACTIVO 2:

Por um Dr. Bayard e um Tofee Nata El avión, complete a seguinte frase do vosso Tino (sim, porque meu não é!) proferida no passado domingo aquando da sua entrada na Quinta das Celebridades:


« O Tino não tem cor, o Tino é __________ !»

A - estúpido

B - négligé

C - transparente

segunda-feira, maio 09, 2005

Santo Tirso é lindo!

Depois da crónica do Sótôr O Desejado fundamentada num "artigo" do Jornal de Santo Thyrso, aqui vai outra:

Ao fim de 20 anos, em 14 de Janeiro deste ano, o Centro Comercial dos Carvalhais foi licenciado.

A notícia pretende realçar este facto, apresentando-o como um acontecimento inolvidável e marcante para todas as gentes do Concelho. Ora bem, o que ninguém perguntou foi o seguinte: Como é que um Centro Comercial pôde funcionar durante 20 anos sem licença camarária e dos bombeiros? Ou melhor, como permitiram a sua abertura ao público? Só mesmo no nosso país, mais especificamente, na nossa bela terriola a qual, parafraseando o nosso vereador de Turismo, é de alto valor cultural e com um rico património arquitectónico. Quem não conhecer a cidade e vier visitá-la por curiosidade (uma hora do vosso precioso tempo deve chegar...), constatará claramente que o sr. vereador deve andar com alucinações provocadas provavelmente por Lucy in the Sky with Diamonds.

Expressa, José Capela, um dos administradores: "Graças à colaboração da Câmara, foi possível darmos andamento a este processo... O facto das lojas não possuirem licença de utilização, bloqueava a hipótese de as escriturar, uma vez que há uns anos a esta parte foi instituída uma lei em que os notários exigiam licença de utilização, para efectuar a respectiva escritura."

Ponto 1: Seria engraçado se depois de 20 anos a compactuar com tamanha ilicitude, a Câmara não colaborasse com o licenciamento... Manter um bar/café aberto na nossa vilazinha depois das 2 da madrugada é que não, porque a Câmara pretende que Santo Tirso seja um dormitório de luxo. E esta, hein?

Ponto 2: Estas leis, realmente, não têm jeito nenhum... Onde é que já se viu não fazer escrituras de lojas sem licença de utilização? Isso do Centro Comercial não ter saídas de emergência, sistema de detecção de fumos e combate a incendios nunca deveria ter impedido o licenciamento! Queria ver quem assumiria as culpas no caso de um incendio ou outro tipo de acidente grave no Centro Comercial... A Câmara, que permitiu que este funcionasse durante 20 anos sem licença? Não me parece. A responsabilidade seria obviamente do Zé Povinho que por lá estivesse na altura do acidente, já que este nunca deveria ter ido pavonear-se para um Centro Comercial não licenciado pela Câmara e Bombeiros.

P.S.: As obras foram feitas em dois meses e meio. É preciso dizer mais alguma coisa?

sexta-feira, maio 06, 2005

Injustiças..

Há coisas que realmente não se fazem..

É inacreditável o que os espanhóis - o nosso povo irmão, ou será o brasileiro (fica para análise num futuro post) - estão a fazer aos trabalhadores portugueses, nomeadamente aos que trabalham a apanhar morangos e tomates no país vizinho.

Mas hoje estou aqui para me referir aos trabalhadores da construção civil que estão a trabalhar na Galiza. Vivem sobre péssimas condições como relatou um galego hoje ao Jornal da Tarde. Referiu que há trabalhadores que não recebem nem metade do salário dos trabalhadores espanhóis. Não se faz!!!!

Este nosso povo irmão deveria ter vergonha na cara.
Deveriam olhar para nós e ver como tratamos todos os trabalhadores que resolveram tentar a sua sorte neste país à beira-mar plantado.
Deveriam ver como são tratados, nomeadamente os provenientes dos países de leste.

Todas as mordomias que têm..

Os salários com que nós os brindamos. Não é alto, mas é para não pagarem impostos. A maneira dócil como os acolhemos nos locais mais in, todas as acções de solidariedade que promovemos em seu benefício. Até posso deixar o meu testemunho. Vi um dia uma senhora a dar uma côdea do seu pão a um deles.. e fê-lo sem esperar nada em troca..

Podem ainda mudar de emprego quantas vezes quiserem sem ter que justificar à entidade empregadora. Sem contrato de trabalho nada os obriga a avisar ou dar um mês que seja a quem os acolheu de boa fé.

Não nos importamos que vão trabalhar com aquela roupa com que andam, sabendo nós todas as roupas de qualidade que guardam em casa. Essa fica pró peditório semanal. E não nos importamos..

E para finalizar, todo o chão que alguns ocupam para dormir..
Eu pergunto.. alguém já viu quem quer que seja a cobrar um cêntimo a algum deles?

Por isso eu digo:
Meus coños, shame on you!!!! E aprendam com este país este de brandos costumes.

quinta-feira, maio 05, 2005

Porque será?

Porque será que hoje em dia, quando peço um café com leite, sinto-me prestes a concretizar o desejo de qualquer homem?

quarta-feira, maio 04, 2005

Alguém que te cale II - O regresso

O Axistomuitoestranho tem a honra de apresentar um exíguo e breve excerto (ainda que seja díficil abreviar) desse guru da Antena 3, Rui Estevão:

" Ora, ouvimos esta última cantiga, canconeta esta que me faz lembrar muita coisa, coisas boas, coisas más. Mas não! não vou falar deste tema delicado, porque de certeza que não vos interessa. Quer dizer, poderá-vos interessar, mas eu também não posso falar nisso, porque me desperta uma amálgama de sensações, embora me apetecesse, porque eu sou uma pessoa humana que gosta de discutir, explanar as minhas ideias, escutar as dos outros, no fundo dialogar, embora hoje esteja um pouco afónico, o que quer dizer que que o melhor será não esforçar muito a voz. Que acham? Hum? Penso logo na Josh Stone; sabem que lhe disseram que se continuasse a cantar tanto, ficava sem voz? Interessante, não? Bom, de qualquer modo, dialogar com o ouvinte será uma tarefa difícil, a não ser que vocês me telefonem. Alguém que me ligue? "

Pois é, meus amigos, eu, narrador, já fiz a minha parte. Agora, vós, tendes a obrigação de espalhar a mensagem e, e, e... esperar que a semente demoníaca aqui lançada, tenha repercussões. Pois...

P.S.: Obviamente que este pedaço de magia foi registado por gente boa, gente idónea, mas anónima.

domingo, maio 01, 2005

A Ficção do Realizador

Nada como uma boa razão para escrever sobre o cinema português..

Ao que parece o nosso país está a ficar importante.
Até já tem prisioneiros "conhecidos" noutros países.

Mas também, já que foram presos, que sejam por razões válidas e não por andarem a atirar sacos d'água pela janela, jogar à moedinha ou fumar uns charros.

Mas pior do que o motivo, foi a desculpa que o nosso cineasta Ivo Ferreira - conhecido pelos filmes, tais como____________e pelos documentários que enumero___________ - foi arranjar para justificar o gosto pela erva.

"Ai, num sei quê, foi o meu amigo, só fumei o que encontrei no bolso dele."

Antes de mais, não me parece que George Lucas caso fosse apanhado viesse com tal desculpa mais estúpida. Arranjaria logo uma estória de seres de outro planeta que o tinham sequestrado, colocado aquilo na boca, arrancado o nariz e por isso ter que respirar pela boca. Como tinha lá aquilo cujo nome não sabia, teve que o fumar. E claro, dizia que não tinha gostado nada... até porque Alá não aprova!!!
Pelo menos era mais credível.

Agora a desculpa de apenas ter fumado o que o amigo tinha no bolso, parece-me um pouco cretina.. Felizmente tinha erva.. O que seria se tivesse cotão, umas chaves, ou mesmo, se o amigo tivesse as calças vestidas? E se tivesse um bocado de prata, queimava para ver qual era o aspecto, era?

De qualquer forma, a ridícula estória não esconde o absurdo da situação. Apenas nos demonstra a vitalidade do cinema português. Só espero que não tenham a bela da ideia, como é o caso da música, de impor cotas para filmes nacionais..

E assim me vou com um anseio..

Quem me dera que os tipos do Bloco de Esquerda passassem uma tarde que fosse no Dubai... e não estou a falar do Pacheco Pereira..